segunda-feira, 24 de junho de 2013

Conflitos até do outro lado do mundo!

Fumaça é vista na cidade de Sidon, no sul do Líbano, nesta segunda (24). Região é palco de confrontos entre sunitas e xiitas (Foto: Bilal Hussein/AP)

Pelo menos 12 soldados libaneses morreram em menos de 24 horas nos combates entre o exército e sunitas radicais em Sidon, sul do Líbano.
Os combates prosseguiam nesta segunda-feira (24), segundo testemunhas. Uma fonte de segurança libanesa disse que um cessar-fogo havia sido acordado entre os dois lados na segunda à tarde e o som de tiros cessaram. O Exército permaneceu em suas posições ao redor do complexo da mesquita da cidade.
Os militares morreram em confrontos nesta grande cidade do sul do Líbano após um ataque contra um posto do exército executado por partidários do xeque Ahmad al-Assir, um líder radical sunita conhecido por sua hostilidade ao movimento xiita Hezbollah.
"Durante a noite aconteceram combates violentos em Abra entre o exército libanês e partidários de Assir", destacou a Agência Nacional de Informação (ANI) do Líbano.O Hezbollah combate na Síria ao lado das tropas do presidente sírio Bashar al-Assad.
"O exército está combatendo a poucos metros da mesquita onde os religiosos se refugiaram", completou a agência.
"Os confrontos são muito violentos, ouvimos disparos de foguetes e tiros a cada dois minutos", afirmou uma testemunha à AFP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário